Acolher e Inserir é nossa Missão, Transformar vidas é nossa marca.

Add Facebook

HISTÓRIA DE VIDA

Luiz Paulo dos Santos Hermenegildo 42 anos

Luiz Paulo dos Santos Hermenegildo, 42 anos, nascido no Município do Rio de Janeiro, esteve em situação de rua por 05 anos, até ser acolhido na Associação Solidários Amigos de Betânia. Relata que devido à dependência química, perdeu a família, o emprego, os amigos, a dignidade... Chegou à ASAB em dezembro de 2016, determinado a mudar de vida, a parar de usar drogas, estava cansado de viver nas ruas, mexendo no lixo, “catando reciclagem”, passando necessidades. Ao ingressar na instituição, foi então inserido no Projeto Plantando Sustentabilidade, onde começou a mexer na horta orgânica. Com o passar dos dias, viu as sementes que plantou, crescerem, ficou muito emocionado, pois comparou as suas mãos quando estavam nas ruas, onde segundo ele eram usadas para coisas ruins e agora, serviam para plantar e fazer coisas boas. Planeja em breve, comprar sua casa e construir uma horta, ensinar os filhos a mexer na terra, assim como ele aprendeu na ASAB. Afirma estar muito feliz, em ver que outros acolhidos estão dando continuidade ao trabalho que ele fez na horta. Atualmente está inserido no mercado de trabalho e reatando os vínculos familiares.


Geraldo Ismael Romão 47 anos

Geraldo Ismael Romão, 47 anos, oriundo de Rio Pomba, município da Zona da Mata Mineira, tem um histórico de vida muito sofrido, cresceu ajudando nos afazeres da roça. Aos 16 anos, sofreu um acidente, onde foi atropelado e por consequência disto, ficou hospitalizado por quase 06 meses e perdeu a parte da mobilidade de uma das pernas. Neste período começou a fazer uso do álcool, onde anos mais tarde foi o principal motivador para as suas perdas sociais. Por volta dos 25 anos resolveu tentar a vida fora de seu estado, visto as grandes dificuldades que vivia. Assim, passou uma longa temporada em São Paulo onde acabou parando nas ruas, devido à situação difícil ao qual vivia. Para tentar se levantar morou em albergues e centros de acolhimento da Prefeitura, porém não obteve sucesso para um recomeço. Há aproximadamente 04 anos, chegou ao Rio de Janeiro, onde ao perder seus documentos, precisou novamente pedir ajuda. Acabou assim, sendo encaminhado para a ASAB – Associação Solidários Amigos de Betânia. Quanto foi inserido no Projeto Plantando Sustentabilidade, motivou-se a plantar e aprender mais sobre o cultivo de horta relata que tentou ajudar a melhorar o que tinha como também começou a plantar mandioca em outros locais da instituição. A partir do início do Projeto, Geraldo relata “uma felicidade e alegria no sitio, esse colorido, a grande variedade de verduras e legumes plantados, me renova”. Atualmente, Geraldo recebe BPC (Benefício de Prestação Continuada), reside uma casa alugada, financiada com seus recursos financeiros e é voluntário na ASAB, Unidade Jesus Mestre, onde continua auxiliando outros acolhidos no cultivo da horta.


Roque dos Santos 42 anos

Roque dos Santos, 42 anos, natural de Anagé na Bahia. Relata que está no Rio de Janeiro desde 1992. Onde logo começou a trabalhar com vendas, a ganhar dinheiro, relacionou-se com uma moça, logo ela engravidou e tiveram um menino, atualmente com 15 anos. Nesta época já fazia uso de drogas, porém o uso tornou-se abusivo, acabou perdendo o emprego, consequentemente a família, os amigos, a autoestima, enfim, viu tudo ir embora com os próprios olhos. Passou então a viver nas ruas, após terríveis anos nessa situação, resolveu mudar de vida e conseguiu no ano de 2016, ser acolhido na ASAB, onde foi inserido no Projeto Plantando Sustentabilidade, e afirma que passou a ter compromisso em preparar o solo, semear, transplantar as mudas do berçário, regar a horta diariamente, adubar, dentre outras atividades. Tudo isso lhe trouxe muita responsabilidade, afirma que toda a preocupação com a plantação, serviu muito para ter compromisso com a própria vida. Atualmente Roque está trabalhando e aos poucos reatando o vínculo seu filho.


Daniel Batista 32 anos

Daniel Batista, 32 anos, natural do Rio de Janeiro. Permaneceu em situação de rua por 07 meses. Anteriormente residia com a companheira, porém devido ao uso abusivo de drogas, iniciado ainda na adolescência aos 14 anos, perdeu o emprego, rompeu com os vínculos afetivos, perdeu o contato com seus 03 filhos (frutos de um relacionamento anterior) e passou a viver nas ruas do Rio de Janeiro, relata que “faz de tudo” para manter o vício. Em julho de 2017, por não suportar tal situação resolveu sair das ruas e foi então acolhido na ASAB. Logo foi inserido no Projeto Plantando Sustentabilidade, onde afloraram seus dons em mexer com a terra, o mesmo afirma que aprendeu a plantar VIDA! E que ver a semente que plantou se transformar numa bela planta, eleva sua autoestima. Fica muito feliz em se alimentar do que plantou com tanto carinho. Revela que participar do projeto e estar em contato com a terra é uma experiência maravilhosa. Atualmente Daniel está em processo de recuperação, e planeja ao sair da instituição, colocar em prática tudo que aprendeu no projeto e reatar seus vínculos familiares.


Nilson Santos Noronha 55 anos

Nilson Santos Noronha, 55 anos. Relata que estava há 05 anos em situação de rua, após perder seus vínculos familiares, seu emprego, seus amigos, enfim sua cidadania. Devido uso de drogas. No início desse ano, estava dormindo numa rua na Barra da Tijuca -RJ, quando foi abordado por uma pessoa, que lhe perguntou se ele gostaria de ir para um abrigo e sair daquela situação deplorável ao qual vivia. Prontamente ele aceitou, foi trazido para a ASAB, onde participa do programa institucional. Durante o acolhimento, foi convidado a participar do Projeto Plantando Sustentabilidade. Logo se animou, pois se identifica muito no manuseio com a terra, e que gosta muito de plantar. Já inserido no projeto, diz ser uma terapia, uma ocupação muito prazerosa. Dentre suas atividades, mexe no canteiro, planta e rega bem cedinho a horta. Com sorriso nos lábios afirma que está sendo muito bom em seu processo de recuperação e reinserção social, participar desse projeto. Planeja para o futuro continuar a trabalhar com plantio, colocando em prática tudo que aprendeu.


Cristiano Pereira da Silva 39 anos

Cristiano Pereira da Silva, 39 anos, natural de Fortaleza, Ceará. Está no Rio de Janeiro há mais de 20 anos. Relata que devido o uso de drogas, iniciado aos 15 anos, resolveu sair de sua cidade natal, pois não queria mais fazer sua família sofrer com sua dependência química. Chegou a perambular por várias cidades do Brasil, em todas ficou em situação de rua, até chegar ao Rio de Janeiro. Passado alguns anos, cansado de viver nas ruas, sem moradia, sem emprego, e em uso abusivo de drogas, em 2009, foi acolhido na ASAB, concluiu o programa e saiu reinserido à sociedade com trabalho e moradia, porém recaiu no uso de drogas e voltou para a mesma situação. Após 08 anos, agora em 2017, resolveu pedir ajuda, foi novamente acolhido na instituição. Revela que a princípio queria apenas engordar e passar o tempo, porém ao ser inserido no Projeto Plantando Sustentabilidade, sua maneira de pensar mudou, ele passou a se sentir útil, capaz de produzir, de ganhar seu próprio sustento colocando em prática tudo que aprendeu no projeto. Afirma se sentir vivo e capaz de escrever uma nova história de vida. Atualmente ele está concluindo o programa institucional, já possui todos os seus documentos e busca inserção no mercado de trabalho.


Depoimentos

 

Entrevistas e Depoimentos:
Adão Marcelino

Acolhido em 2002

Ex-acolhido de Betânia, em seu depoimento nos conta um pouco da experiência de vida nas ruas e seu ingresso na ASAB.

2016

Vídeo: Betânia em 2002

Entrevista 2002

Irmã Elci em entrevista para "Cara do Rio" com Jair Marchesini.

2016

TV Câmera

Espaço Comunitário 2009

TV_Camera_ASAB-20-11-2009

2017